ALBUFEIRA APRESENTA PROJETOS VENCEDORES DA 3ª EDIÇÃO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

A sessão de apresentação dos projetos vencedores da 3ª edição do Orçamento Participativo (OP) do Município de Albufeira decorreu ontem, dia 27 de julho, na sala de reuniões dos Paços do Concelho, tendo contado com as presenças do presidente da Câmara e elementos da vereação, assim como alguns dos proponentes e facilitadores que acompanharam as sessões públicas de participação realizadas em todas as freguesias do Concelho durante a primeira quinzena de abril.

Da votação, que esteve a decorrer de 1 a 30 de junho, resultaram dois projetos vencedores: a Requalificação da Estrada dos Salgados, que recebeu 14,3% da votação total e os Parques Lúdicos de Vale Navio e da Falésia com 9,6% dos votos. Refira-se que o Espaço Cultural e Intergeracional em Paderne foi o segundo projeto mais votado, tendo recebido 9,9% da votação; no entanto devido ao seu valor de investimento - 150 mil euros - não foi possível ser contemplado, uma vez que o referido montante por si só esgotava a totalidade da verba.

A empreitada a realizar no âmbito do projeto mais votado envolve um custo aproximado de 56.657,64 € e consiste na requalificação de um troço da Estrada dos Salgados, com cerca de 600 metros de extensão, na ligação à Praia da Galé. A intervenção, que tem por objetivo melhorar a mobilidade pedonal e a segurança rodoviária, envolve a execução de novos passeios, instalação de iluminação pública e execução de passadeiras.
Quanto aos Parques Lúdicos de Vale Navio e da Falésia, a empreitada tem um valor estimado de 53 mil euros e visa dotar os referidos locais de equipamentos de manutenção física e áreas de lazer, destinadas à promoção do exercício físico, convivialidade e bem-estar da população.

Aquando da apresentação dos projetos o presidente da Câmara recordou que "o OP é uma experiência relativamente recente em Albufeira, que é fundamental acarinhar porque a participação cívica é um processo importante em democracia e a opinião das pessoas e as diferentes ideias são uma mais-valia para o desenvolvimento das comunidades". Carlos Silva e Sousa destacou as virtudes de um mecanismo que permite a corresponsabilização e transparência, promovendo as políticas de proximidade e cidadania ativa, exortando à participação de todos.

Refira-se que este ano foram apresentadas um total de 43 propostas, das quais 20 foram consideradas elegíveis para efeitos de análise técnica, de que resultaram um total de 13 projetos que foram sujeitos a votação durante o passado mês de junho. Para o efeito foram disponibilizados 10 locais para votação presencial e 13 números para votação telefónica.

  



Imprimir Notícia Imprimir